Graxas ou pastas: o que funciona melhor na lubrificação de parafusos

Publicado por Adavil Bicelli em 11 de março de 2020
Imagem vermelha com o tema Graxas ou pastas: o que funciona melhor na lubrificação de parafusos, com um produto OKS em foco.

O Brasil enfrenta diversos desafios na área econômica, especialmente no que se refere à indústria. Ainda temos um longo caminho de evolução a percorrer, mas neste caminho há muitas oportunidades com a chegada da 4ª Revolução Industrial. Neste artigo vamos articular sobre: Graxas ou pastas: o que funciona melhor na lubrificação de parafusos

A indústria representa hoje 10% do PIB, ou seja, tem espaço para crescer. Quando penso no crescimento da indústria nacional, penso nos detalhes e o quanto eles são importantes para garantir a produtividade do setor em alta.

No artigo de hoje, vamos falar sobre elementos de máquinas e como fazer uma boa lubrificação de elementos:

  • Parafusos de fixação em flanges, redutores, acoplamentos, polias etc.
  • Polias montadas em pontas de eixos
  • Mancais montados sob pontas de eixo
  • Coroas dentadas de acionamento de corrente

Nos serviços de manutenção de equipamentos/máquinas dentro das fábricas brasileiras ainda damos pouca ou quase nenhuma atenção à correta lubrificação de seus elementos como parafusos e eixos.

Prova disso é o uso muito comum de graxa grafitada para lubrificar parafusos ou montar polias no eixo, enquanto o ideal é usar lubrificantes como as pastas de montagem, as pastas de parafusos e as pastas especiais.

Podemos dividir as pastas em três grupos:

  1. Pastas de Montagem
  • Para facilitar a montagem e desmontagem de conexões por interferência
  • Para prevenir a tribo corrosão
  1. Pastas para parafusos
  • Para controlar os valores de atrito na montagem
  • Para ter desmontagem não destrutiva
  1. Pastas especiais
  • Pastas Lubrificantes
  • Lubrificação de rolamentos em altíssimas temperaturas
  • Pasta de lubrificação de placas de torno
  • Pastas para contatos elétricos
  • Pastas para conformação de metais
OKS 280 em conformação de bielas - sobre o tema lubrificação de parafusos

Aqui falaremos mais especificamente das conexões roscadas, no caso parafusos.

Procurando soluções em lubrificação?

Como comentei, o mais comumente usado na manutenção, são as graxas grafitadas.

OKS 217 na indústria química
OKS 217 na indústria química

Para que se possa garantir uma fixação adequada, por meio de torquímetro sendo aplicado com a carga específica correta, é importante que o lubrificante pastoso mantenha valor de fixação de aperto, permitindo que o torque aplicado ocorra.

 OKS 217 na indústria química

Graxas grafitadas ou com algum outro tipo de sólido, apesar de serem classificadas como lubrificantes pastosos, não possuem em sua estrutura uma quantidade de sólidos adequados. O não atingimento do valor de atrito de fixação faz com que o parafuso seja alongado, perdendo os seu dimensional e consequentemente sua capacidade de fixação, por vezes chegando a romper durante o trabalho, seja por vibração, temperatura, ataques químicos e consequentemente podendo gerar parada de máquina.

Schraubenlangung - lubrificação de parafusos

Testes demonstrando o não atingimento do valor de torque e consequente alongamento do parafuso (da esquerda)

Para garantirmos os valores de atrito de fixação, alguns ensaios são feitos nas pastas de parafusos, como por exemplo:

Valor de atrito (friction value) 

Conforme DIN EN ISO 16047. O atrito da rosca e abaixo da cabeça (μtotal, μthread e μhead) é medido em uma bancada de teste de parafuso. O tamanho da rosca, o material, assim como a qualidade da superfície, devem ser identificados.

Perda ou quebra do torque em alta temperatura

Conforme DIN 267-27. Esta é a relação entre o aperto torque ao torque de ruptura quando é levado para alta temperatura. Após a montagem do parafuso M10 ou M12, material A2-70, com 40 ou 70 Nm, esses parafusos são expostos a uma temperatura de 200 ° C a 650 ° C. Após um certo tempo, principalmente 100 h, os parafusos estão abertos.

Alguns produtos x aplicações:

tabela de alguns produtos e aplicações Pizzani

 Outros exemplos de aplicações

OKS 265 em placas de torno e oks 220 em flanges

Com isso, podemos dizer que a grande vantagem das pastas é que elas podem evitar a destruição, a quebra, dos elementos de máquina, como os parafusos. As pastas ajudam na montagem e desmontagem eficiente destes elementos de máquina. Este pode parecer ser um mero detalhe, mas quem é da área de manutenção sabe que a falta de parafusos, ou um parafuso mal fixado podem comprometer a linha produção.

Enfim, espero ter sobre graxas ou pastas: o que funciona melhor na lubrificação de parafusos, espero ter ajudado você

A Pizzani Lubrificantes representa e comercializa com exclusividade os produtos da OKS da Alemanha, Empresa pertencente ao Grupo Freudenberg. 

Procure-nos, teremos prazer em ajudar a melhorar sua performance e segurança com nossas Pastas para montagem, parafusos e aplicações especiais.

Entre contato https://pizzanilubrificantes.com.br/fale-conosco/

Conheça nosso perfil no Linkedin https://www.linkedin.com/company/pizzanilubrificantes/

Compartilhe

Deixe seu comentário

Os campos com * são obrigatórios