Álcool Isopropílico: higiene e descontaminação de dispositivos eletrônicos

Publicado por Luiz Henrique Ferreira em 09 de abril de 2020
Imagem em tons de azul escrito álcool isopropílico - higiene e descontaminação de dispositivos eletrônicos - você muito mais seguro - Pizzani Lubrificantes

Não são apenas suas mãos que necessitam que necessitam de cuidados em meio a essa pandemia, vamos falar sobre o álcool isopropílico: higiene e descontaminação de dispositivos eletrônicos.


O noticiário diário está repleto de conselhos e dicas sobre como evitar a disseminação do COVID-19, causado pelo novo coronavírus. Manter as mãos limpas, usar máscaras e procurar não tocar o rosto são as principais medidas. Mas as suas mãos não são as únicas coisas que tocam seu rosto, não é mesmo? E o seu celular? Telefone? De que adianta estar com as mãos limpas e utilizar eletrônicos potencialmente contaminados? 

Vivemos numa era digital, conectados a todo momento. Precauções com a higienização correta dos dispositivos eletrônicos são fundamentais no cenário atual que vivemos. 

Procurando soluções em lubrificação?

E aqui cabe um tópico que merece total atenção: Dispositivos eletrônicos e água não combinam! São inimigos desde sempre. 

Utilizar álcool etílico (etanol) 70% pode não ser a melhor opção, pois estes 30% restantes são nada mais, nada menos do que água! O etanol, pela volatilidade característica, irá rapidamente evaporar, mas e a água? 

A água certamente irá demorar um pouco mais e possíveis danos podem ser associados. 

E qual é a solução mais efetiva? 

Álcool Isopropílico (também conhecido como isopropanol). É o principal agente de limpeza para dispositivos eletrônicos, pois equilibra rápida volatilidade (entendamos como a facilidade de evaporar) e a remoção de sujidades gordurosas, comuns nos equipamentos. E como ele pode ser efetivo na luta contra o coronavírus? 

O álcool (e aqui é válido tanto para o etílico, como para o isopropílico) ataca e destrói a proteína de envelopamento que envolve alguns vírus, incluindo os coronavírus. Esta proteína é vital para a sobrevivência e multiplicação de um vírus. Sem essa proteína, o vírus não consegue invadir as células e se replicar. Por isso, mesmo que eles estejam momentaneamente nas superfícies plásticas, metálicas ou vidro dos dispositivos eletrônicos, o contato com o álcool (a partir de 70%), elimina com a possibilidade de replicação viral. Falando em vidros, o álcool isopropílico é a melhor opção para a limpeza, evaporando rápido e sem deixar manchas. 

Mais uma vez, vamos relembrar: apesar da eficácia do álcool etílico 70%, como ele carrega água, não é a melhor opção para esse tipo de limpeza, assim o álcool isopropílico torna-se a melhor e mais efetiva opção! 

E qual é a correta metodologia para limpeza dos dispositivos? 

  • Use apenas pano macio e sem fiapos. Não use toalhas de papel, pois elas podem arranhar, caso tenha agentes abrasivos na superfície. 
  • Desconecte das fontes de energia antes de limpar.
  • Não borrife ou aplique diretamente no dispositivo, mas sim no tecido de limpeza.
  • Faça um teste prévio com uma pequena quantidade, a fim de evitar manchas em superfícies especiais. 
  • Cuidado com o contato direto com as mãos e olhos. O uso de luvas de nitrilo é indicado. 
  • Não deixe o produto próximo de fontes de valor ou ignição. Altamente inflamável. Todo cuidado é pouco. 

A propósito, os telefones, celulares, notebooks, mouses e teclados são famosos por serem excelentes criadouros de germes e bactérias causadoras de outras patologias, além das virais, como é a Covid-19. 

A esperança é que todo esse cenário atual possa convencer a todos sobre a importância da higienização dos dispositivos eletrônicos e tantos outros objetos, de um modo geral e permanente, mesmo após superarmos essa batalha atual.

Gerente de mercado Pizzani Lubrificantes- Luiz Henrique

Quer conhecer a nossa linha de Álcool Isopropílico e manter seus dispositivos eletrônicos limpos e descontaminados? CLIQUE AQUI

Entre em contato com o nosso time! 

PS.: Se você curtiu nosso conteúdo sobre álcool isopropílico: higiene e descontaminação de dispositivos eletrônicos – Confira nossos outros artigos aqui no blog Pizzani.

#wemovethefuture

Compartilhe

Comentários

  1. Denise disse:

    Quando água é misturada aos álcoois, forma “uma ponte“ entre as moléculas que faz a água evaporar com o álcool. Um teste simples é colocar uma película de água sobre uma superfície e colocar um pouco de álcool. A água evaporará com o álcool que tem volatilidade bem maior como sabemos. Portanto, perguntar e o que acontece com a água é errôneo se quiser fazer acreditar que o álcool evapora e a água fica. Para limpeza de peças eletrônicas o álcool deve ser acima de 98%, porque a água retarda um pouco a evaporação dos álcoois, podendo molhar a superfície, o que indesejável para peças e componentes eletrônicos. Álcool a 70% já garante uma boa desinfecção das superfícies. Além do que álcool isopropílico agride mais as mãos.

Deixe seu comentário

Os campos com * são obrigatórios